Tags


UM CORPO QUE CAI, minha primeira vez: uma fita VHS gasta, com uma gravação tremida de um canal de tevê por assinatura. O filme flutuou desbotado diante dos meus olhos, mas só consegui fixar uma imagem: a da mulher que desaba no rio – por algum motivo que nosso herói, James Stewart, ainda desconhece. Eu tinha 13 anos de idade. Agora aos 28, retornei a este filme que, para mim, sempre foi fundamental. Me surpreendi com a clareza como todas aquelas cenas retornaram, feito assombração, misturadas a lembranças da minha adolescência. Não é isto o filme? Um sonho dentro de um sonho? Em um determinado momento, o detetive aposentado nos avisa: “há uma explicação para tudo”. Hitchcock desconfia de tanta certeza. Desloca o herói para um mistério que, em parte, até pode ser resolvido. Mas que, depois das badaladas de um desfecho assustador, permanecerá solto, perdido no ar. O melhor filme do mundo termina com reticências.

Tiago Superoito

RANKING GERAL | FILMES MAIS AMADOS
maior quantidade de notas dez

1 . UM CORPO QUE CAI | Alfred Hitchcock
2 . O PODEROSO CHEFÃO | Francis Ford Coppola
3 . CREPÚSCULO DOS DEUSES | Billy Wilder
4 . TAXI DRIVER | Martin Scorsese
5 . JANELA INDISCRETA | Alfred Hitchcock
6 . PSICOSE | Alfred Hitchcock
7 . 2001 – UMA ODISSÉIA NO ESPAÇO | Stanley Kubrick
8 . CIDADÃO KANE | Orson Welles
9 . ONDE COMEÇA O INFERNO | Howard Hawks
10 . LARANJA MECÂNICA | Stanley Kubrick
11 . PULP FICTION | Quentin Tarantino
12 . QUANTO MAIS QUENTE MELHOR! | Billy Wilder
13 . TRÊS HOMENS EM CONFLITO | Sergio Leone
14 . O PODEROSO CHEFÃO II | Francis Ford Coppola
15 . OS IMPERDOÁVEIS | Clint Eastwood
16 . LUZES DA CIDADE | Charlie Chaplin
17 . OS PÁSSAROS | Alfred Hitchcock
18 . WALL-E | Andrew Stanton
19 . CASABLANCA | Michael Curtiz
20 . AMANTES | James Gray


Em vez de um thriller policial convencional, Andrew Dominik faz um filme com muita conversa, até lembrando os trabalhos de Tarantino e Scorsese, mas bem mais preocupado com a crítica ao american way of life e ao sistema político dos Estados Unidos. O HOMEM DA MÁFIA é mais um filme a provar isto. Diferentemente do trabalho anterior, o diretor traz uma narrativa menos lenta e contemplativa, mas nem por isso mais fácil.

Ailton Monteiro

RANKING GERAL | FILMES MAIS POLÊMICO
maior desvio médio

1 . O HOMEM DA MÁFIA | Andrew Dominik
2 . VIOLENCIA GRATUITA | Michael Haneke
3 . MILAGRE EM SANTA ANNA | Spike Lee
4 . VELOZES E FURIOSOS 6 | Justin Lin
5 . O AMOR SEGUNDO B.SCHIANBERG | Beto Brant
6 . EU MATEI A MINHA MÃE | Xavier Dolan
7 . O MENINO DO PIJAMA LISTRADO | Mark Herman
8 . FILHA DO MAL | William Brent Bell
9 . FIM DOS TEMPOS | M. Night Shyamalan
10 . A ERA DA INOCÊNCIA | Denys Arcand
11 . THE SPIRIT | Frank Miller
12 . O CAVALO BRANCO | Albert Lamorisse
13 . MORTE SÚBITA | Greg McLean
14 . CONTATOS DE 4º GRAU | Olatunde Osunsanmi
15 . O QUE SE MOVE | Caetano Gotardo
16 . ESTRADA PARA YTHACA | G.Parente, L.Pretti, P.Diógenes &. R.Pretti
17 . O HOMEM QUE NÃO DORMIA | Edgard Navarro
18 . NINE | Rob Marshall
19 . O CAÇADOR | Hong-Jin Na
20 . IMPORT EXPORT | Ulrich Seidl


Cineasta cujos filmes revelam o mal-estar da civilização, Michael Haneke é um realizador polêmico, um diretor que reflete sobre as vicissitudes e as idiossincrasias da sociedade contemporânea, quer sob o ato erótico (A PROFESSORA DE PIANO), quer sob o processo de degenerescência do ser humano (AMOR) ou a gênese da banalização do mal (A FITA BRANCA). Em VIOLÊNCIA GRATUITA é o ato violento que explode na tela, provocando uma exasperação no espectador, que Haneke procura tê-lo como cúmplice. Considerado um filme sádico, por natureza e vocação, tem, no entanto, uma construção rigorosa, ainda que manipuladora, e que envolve o espectador.

André Setaro

RANKING GERAL | FILMES “AME OU DEIXE”
maior diferença absoluta de notas

1 . VIOLENCIA GRATUITA | Michael Haneke
2 . MILAGRE EM SANTA ANNA | Spike Lee
3 . FOI APENAS UM SONHO | Sam Mendes
4 . CORAÇÃO VALENTE | Mel Gibson
5 . INCÊNDIOS | Dennis Villeneuve
6 . POLISSIA | Maïwenn
7 . BATMAN – O CAVALEIRO DAS TREVAS | Christopher Nolan
8 . BEM VINDO | Philippe Lioret
9 . 127 HORAS | Danny Boyle
10 . OS DESCENDENTES | Alexander Payne
11 . MACHETE | Robert Rodriguez
12 . AMOR | Michael Haneke
13 . CISNE NEGRO | Darren Aronofsky
14 . O PALHAÇO | Selton Mello
15 . NA NATUREZA SELVAGEM | Sean Penn
16 . FORREST GUMP | Robert Zemeckis
17 . VÔO UNITED 93 | Paul Greengrass
18 . TROPA DE ELITE | José Padilha
19 . KILLER JOE – MATADOR DE ALUGUEL | William Friedkin
20 . A ERA DA INOCÊNCIA | Denys Arcand


Considerando que a qualidade de um filme é sempre relativa, podemos constatar a importância de BASTARDOS INGLÓRIOS pela forma como o filme se entranhou no quadro referencial da cultura de toda uma geração (o que fica claro quando percebemos a vasta quantidade de pessoas que já encontramos com pedaços de guardanapo grudados na testa em mesas de bar). Mas não é à toa. Das cenas milimetricamente coreografadas até o perfeito equilíbrio de cores, o ajudante de Aldo Raine tem razão ao reconhecer: é uma obra-prima.

Cesar Castanha

RANKING GERAL | FILMES MAIS POPULARES
maior amostragem média de notas

1 . BASTARDOS INGLÓRIOS | Quentin Tarantino – 96%
2 . TAXI DRIVER | Martin Scorsese – 93%
3 . PULP FICTION | Quentin Tarantino – 93%
4 . KILL BILL – Vol.1 | Quentin Tarantino – 89%
5 . KILL BILL – Vol.2 | Quentin Tarantino – 89%
6 . DRIVE | Nicolas Wind Refn – 88%
7 . DJANGO LIVRE | Quentin Tarantino – 88%
8 . GRAN TORINO | Clint Eastwood – 88%
9 . TITANIC | James Cameron – 86%
10 . ONDE OS FRACOS NÃO TÊM VEZ | Joel & Ethan Coen – 85%
11 . LARANJA MECÂNICA | Stanley Kubrick – 85%
12 . CÃES DE ALUGUEL | Quentin Tarantino – 85%
13 . A INVENÇÃO DE HUGO CABRET | Martin Scorsese – 84%
14 . À PROVA DE MORTE | Quentin Tarantino – 83%
15 . QUANTO MAIS QUENTE MELHOR! | Billy Wilder – 83%
16 . AMOR | Michael Haneke – 83%
17 . O SILÊNCIO DOS INOCENTES | Jonathan Demme – 83%
18 . CISNE NEGRO | Darren Aronofsky – 82%
19 . BRAVURA INDÔMITA | Joel & Ethan Coen – 82%
20 . O ARTISTA | Michel Hazanavicius – 82%

Em Breve:
RANKING GERAL | FILMES MAIS AMADOS